Como usar óleos essenciais para gripes, resfriados e dores musculares?

Os óleos essenciais não só servem para equilibrar as emoções, agindo em seu sistema nervoso no sentido de acalmar ansiedades e amenizar o estresse. Eles também são recursos maravilhosos para lidar com problemas de ordem física e que são muito comuns, como as gripes, os resfriados e as dores musculares. Como utilizar a aromaterapia de modo seguro e eficaz para lidar com esses problemas? É essa pergunta que queremos te responder neste post!

 

Óleo Essencial para gripes

A gripe é uma infecção viral comum, ela atinge os pulmões, o nariz e a garganta. Os sintomas incluem febre, calafrios, dores musculares, tosse, congestão, coriza, dores de cabeça e fadiga. A gripe é tratada principalmente com repouso e ingestão de líquidos para permitir que o corpo combata a infecção por conta própria. Dentro deste tratamento, os óleos essenciais podem ser de grande auxílio. 

Pela via inalatória, os óleos essenciais conseguem agir nos pulmões, no nariz e até mesmo na garganta. Suas potentes moléculas aromáticas são capazes de agir terapêuticamente nessas áreas, trazendo efeitos anti-virais, analgésicos e anti-inflamatórios. Mas para colher esses efeitos benéficos é necessário selecionar os óleos essenciais corretos bem como os métodos corretos de aplicação. Quais são os óleos mais adequados para gripe e como utilizá-los? 

Óleo Essencial de Eucalipto Globulus

Há milhares de anos, os Aborígenes australianos já preparavam infusões com folhas de Eucalipto, utilizando-as para o tratamento de dores no corpo, congestão nasal, febre e resfriados. Hoje, seu Óleo Essencial é fartamente utilizado na indústria farmacêutica, integrando a composição de medicamentos, cosméticos, shampoos, cremes dentais, entre outros.

Tradicionalmente, o Eucalipto era usado como agente analgésico que ajudava a aliviar a dor e era valorizado por sua capacidade de reduzir a inflamação e melhorar as condições respiratórias.Excelente para o bom funcionamento de todo o Sistema Respiratório, devido a sua alta concentração de Eucaliptol (1,8 Cineol) e também a presença do Alfa Pineno. 

Em 2012, o Asian Pacific Journal of Tropical Biomedicine, publicou um estudo cujo objetivo foi verificar as atividades antimicrobianas do Óleo Essencial de Eucalyptus Globulus. Para tanto, foram realizados experiências in vitro, através das quais se pode comprovar “que o óleo essencial das folhas de E. globulus possui atividade antimicrobiana contra bactérias gram-negativas (E. coli) e bactérias gram-positivas (S. aureus)”.

 

“resultados encorajadores indicam que o óleo essencial das folhas de E. globulus pode ser explorado como antibiótico natural para o tratamento de várias doenças infecciosas causadas por esses dois germes, e pode ser útil no entendimento das relações entre curas tradicionais e medicamentos atuais”.

Modo de utilização

Vaporização Aromática

Em um recipiente (preferencialmente de cerâmica ou vidro), coloque 200 ml de água quente (não é necessário esperar a água ferver).

Adicione:

• 1 gota do óleo de Eucalipto Globulus

Aproxime o rosto do recipiente com cuidado e com os olhos fechados (até uma distância segura, para não queimar-se).

Cubra sua cabeça com uma toalha, de forma que o vapor não saia pelas laterais.

Lembre-se de manter seus olhos fechados e respirar profundamente para receber os benefícios dos óleos.

Caso ainda persistam dúvidas, acesse esse tutorial

Óleos essenciais alternativos: Lavanda, Cravo, Pinho Cedro, Eucalipto e Olíbano.

 

Óleo Essencial para resfriados

O resfriado é uma infecção viral comum que atinge  o nariz e a garganta. Ao contrário da gripe, um resfriado pode ser provocado por muitos tipos diferentes de vírus. A condição costuma ser inofensiva e os sintomas geralmente desaparecem em duas semanas. Os sintomas incluem secreção nasal, espirros e congestão. 
Aqui também, podemos utilizar a aromaterapia como um recurso auxiliar eficaz e seguro. Alguns óleos essenciais são altamente anti-virais, podendo auxiliar no combate ao vírus originador de um determinado resfriado. 

Óleo Essencial de Canela Cassia

Desde a antiguidade a Canela já é conhecida; em 2000 a.C. encontramos registros egípcios de seu uso. Muito apreciada, ela era considerada um presente digno de monarcas e deuses; há registros da presença da Canela no templo de Apolo em Mileto (Grécia). A Canela Cássia é nativa da China e de lá se espalhou pelo mundo.

A palavra “Cinnamomum” deriva do grego κιννάμωμον (kinnámōmon) que veio, por sua vez, da palavra fenícia, semelhante ao hebraico, קינמון (qinnāmōn). Já a palavra Canela deriva da palavra latina cannella, um diminutivo de canna, “”tubo””, que faz referência ao modo como a casca se enrola quando seca.

No Egito antigo, a Canela era usada para embalsamar múmias. Além disto, ela fazia parte da composição do milenar perfume egípcio: o kyphi. Plínio, o velho, indicava que a Canela era utilizada como um aromatizante de vinhos.

O óleo essencial da Canela Cássia é rica em um composto aromático muito importante: o Eugenol. Os efeitos medicinais deste composto auxiliam no tratamento de náuseas, flatulências, indigestão e diarreia. Contém propriedades bactericidas, antivirais, e é também usado como anestésico e antisséptico para o alívio de dores de dente. De modo geral, os óleos ricos em Eugenol são tônicos e estimulantes, além de anti-infecciosos com largo espectro de ação. 
Segundo estudo, “o eugenol pode causar danos aos envelopes virais de vírus recém-formados e podem causar inibição de sua replicação em fase inicial”.  

Modo de utilização

Difusão Aromática

 Os Óleos Essenciais são substâncias voláteis, isso significa dizer que toda sua química de cura expande-se no ar. Portanto, no momento em que sentimos o aroma do óleo essencial de Canela Cassia, suas propriedades anti-virais já estão agindo em nosso corpo. 

 Uma ótima opção, portanto, para ser difundido em aromatizadores de ambiente quando você estiver resfriado, ele agirá renovando o ar que você respira, trazendo propriedades anti-virais e acelerando sua recuperação de modo natural e eficaz. 

Óleo Essencial para dores musculares

As dores musculares e de articulação fazem parte do dia-a-dia de muitas pessoas. A maioria destas dores está relacionada à uma inflamação que precisa ser resolvida de maneira adequada e eficaz. Na maioria das vezes, na correria do cotidiano, os medicamentos alopáticos acabam sendo a opção mais escolhida. Mas e se existisse uma opção natural (e prática) para lidar com estas dores musculares e de articulação? Existe! 

Muitos óleos essenciais possuem propriedades analgésica e anti-inflamatória, sendo excelentes opções para amenizar as dores musculares. Tanto agindo no alívio imediato da dor, quanto agindo na causa subjacente: a inflamação. 

Óleo Essencial de Erva Baleeira

A Erva Baleeira (Cordia verbenaceae) é um arbusto nativo da mata atlântica brasileira. Ele cresce principalmente nas regiões litorâneas, podendo atingir 3 metros de altura. Suas folhas possuem aroma forte, sendo utilizado na medicina popular e também como tempero para peixes.

Existem duas histórias (ou estórias) a respeito desta erva. Um delas remete às comunidades pesqueiras, onde se conta que o nome desta erva deve-se ao fato dela haver sido muito utilizada como tempero para carne de baleia (daí o nome baleeira). Outra história explica a origem do medicamento anti-inflamatório Acheflan (produzido a partir da sintetização do alfa-humuleno, composto do Óleo Essencial de Erva Baleeira). Conta-se que um pesquisador da farmácia Ache estava de férias em uma região litorânea e, ao observar um caiçara limpando peixe na praia, reparou que ele cortou um dos dedos e logo mascou uma erva que crescia ali perto e aplicou ao corte. Perguntando ao matuto que erva era aquela e porque a colocou em seu corte, ele veio a saber que se tratava da erva baleeira, tradicionalmente usada como anti-inflamatória e cicatrizante. Apoiado neste conhecimento popular, o pesquisador aprofundou os estudos desta erva ao ponto de chegar à formulação do Acheflan, que hoje é um consagrado medicamento anti-inflamatório.

 

Em um estudo realizado em 2007, pela European Journal of Pharmacology, os pesquisadores afirmaram “que o α-humuleno e (-) – trans-cariofileno, derivados do óleo essencial de C. verbenacea (Erva Baleeira), podem representar ferramentas importantes para o manejo e / ou tratamento de doenças inflamatórias”. 

Modo de utilização

Tiger balm caseiro

É comum encontrar em feiras uma pomada chamada Tiger Balm. É um produto importado que possui uma série de plantas aromáticas em sua composição. Sua finalidade principal é oferecer alívio imediato de dores musculares.

Receita

Ingredientes:

• 30 ml de óleo de Jojoba (Simmondsia chinensis);

• 15 gotas do óleo de Hortelã Pimenta (Mentha piperita);

• 12 gotas do óleo de Erva Baleeira (Cordia verbenaceae).

Modo de preparo: Em um recipiente de vidro, misture todos os ingredientes.

Segurança: Antes de utilizar esta receita, experimente uma pequena quantidade em seu antebraço e aguarde cerca de 20 min. Caso se apresente algum indicativo de irritação ou alergia, interrompa o uso. Do contrário, continue o uso com tranquilidade.

 

 

Alguma dúvida a respeito de Aromaterapia e Óleos Essenciais? Fique a vontade para fazer sua pergunta abaixo, nos comentários, ou entre em contato em nosso email: editorial@oshadhi.com.br. Quando respondermos ao seu comentário, você receberá um aviso em seu email (lembre-se de conferir sua lixeira e spam). 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Alguma dúvida a respeito de Aromaterapia e Óleos Essenciais? Fique a vontade para fazer sua pergunta abaixo, nos comentários, ou entre em contato em nosso email: editorial@oshadhi.com.br. Quando respondermos ao seu comentário, você receberá um aviso em seu email (lembre-se de conferir sua lixeira e spam).