Óleos Essenciais e essências: Qual a diferença entre os dois?

Muitas pessoas confundem Óleos Essenciais com essências ou fragrâncias.
Qual é a diferença?

 

Óleos essenciais são substâncias 100% naturais, derivadas de algumas plantas especiais, as plantas aromáticas. Por serem produtos naturais, além do aroma, eles possuem poderosos efeitos terapêuticos, trazendo diversos benefícios ao nosso dia-a-dia.

Já os produtos conhecidos como essências ou fragrâncias, na verdade são imitações sintéticas dos compostos encontrados naturalmente nos óleos essenciais. Geralmente derivadas de Petróleo, essas substâncias visam apenas uma fragrância agradável. Muitas vezes são utilizados em perfumes, produtos de limpeza, óleos para massagem, etc.

Estes produtos não possuem efeitos terapêuticos e ainda podem causar sensibilidade e irritação na pele. A diferença que existe é como aquela entre uma banana e um produto sabor banana. O segundo apenas imita o cheiro e o sabor do primeiro. De resto, são completamente diferentes.

Se você encontrar no mercado óleos com nomes tipo: Frutas Selvagens, Flores do Campo, Brisa de Verão… Passe longe! São produtos sintéticos que podem fazem mal à sua saúde.

oleos essenciais e essencias, qual a diferenca 2

Algumas dicas para garantir que você está adquirindo um óleo essencial 100% puro:

  • Óleos essenciais legítimos informam em seu rótulo o nome científico da planta que faz parte da sua composição e sua origem.
  • O único componente de um óleo essencial é o óleo essencial! Sem aqueles nomes estranhos nos ingredientes.
  • Óleo essencial deve estar sempre em frasco de vidro, de preferência azul cobalto ou âmbar.
  • Desconfie se o preço do produto for muito barato.
  • Dê preferência para óleos essenciais orgânicos e produzidos de forma sustentável.

Para conhecer a linha de óleos essenciais 100% puros e naturais da Oshadhi, clique aqui.

 

  • Alguma dúvida a respeito de Aromaterapia e Óleos Essenciais? Fique a vontade para fazer sua pergunta abaixo, nos comentários, ou nos mande uma mensagem inbox no Facebook. Se preferir, entre em contato em nosso email: editorial@oshadhi.com.br.

Salvar

Salvar

35 thoughts on “Óleos Essenciais e essências: Qual a diferença entre os dois?

  1. Gracie says:

    Fico confusa em relação a utilizar um óleo essencial ou vegetal.
    Pelo que entendi posso por exemplo ter um óleo essencial de Alecrim, assim como um óleo vegetal do alecrim.
    Também ficou claro que o óleo essencial é mais concentrado que o óleo vegetal e por essa razão quando aplicado na pele precisa de um óleo carregador.
    Terapeuticamente falando saberia me dizer qual a diferença entre um óleo essencial e o vegetal?

    • Oshadhi says:

      Bom dia Gracie,

      É da seguinte maneira: o óleo essencial é um óleo obtido a partir de plantas aromáticas.

      Já o óleo vegetal, também chamados de óleos carreadores são óleos gordurosos extraídos a partir de frutos, sementes ou nozes de algumas plantas, geralmente pelo método de prensagem à frio. Alguns destes óleos são utilizados na alimentação, como por exemplo o óleo de girassol, de coco ou o próprio azeite de oliva.

      Ao contrário dos óleos essenciais, o óleo carreador não evapora e possui aroma bem discreto, por isso também são chamados de Óleo Fixo.

      A palavra Carreador é utilizada na Aromaterapia, pois estes óleos podem desempenhar a função de “carregar” os óleos essenciais neles diluídos, para serem absorvidos com mais facilidade pela pele e serem utilizados em massagens.

      Nesse sentido, os óleos carreadores são como complementos que potencializam a ação do óleo essencial.

      A principal função destes óleos é sua utilização para diluição dos óleos essenciais, mas eles apresentam ainda outras propriedades:

      Hidratação da Pele
      Nutrição da Pele
      Regeneração Celular
      Cicatrização
      Emoliente
      Ativação do Sistema Circulatório

      Espero ter auxiliado, estamos a disposição para dúvidas e comentários.

      • Lucia Helena Bahu says:

        Gostaria de começar a fazer uso medicinais destes óleos a onde eu poderia procurar com confiança para esse fins vcs tem como me indicar mora em Campinas SP

        • Editorial Oshadhi says:

          Olá, Lucia Helena! Bom dia!

          Grato por seu contato.
          Com certeza, temos uma excelente indicação: o centro de formação em Aromaterapia da Carla Véscovi.
          Chama-se Aromaluz e fica aí em Campinas. Este é o link para o site: https://aromaluz.com.br/

          Você pode ligar lá e, com certeza, será bem atendida e receberá as informações que precisar.
          No mais, conte conosco, estamos a disposição para auxiliar-te no que pudermos.

          Um abração!

  2. Denise says:

    Olá gostaria de saber se podemos utilizar tanto óleo essencial como as essências aromáticas em difusores.
    Desde já agradeço pela atenção!

    • Oshadhi says:

      Bom dia Denise,

      Vc até pode utilizar essências em um difusor, mas não indicamos pela questão das mesmas não serem obtidas de uma forma natural e sim de uma forma sintética. Sendo assim, as essências não tem nenhum valor terapêutico, elas apenas dão um cheiro no ambiente daquele aroma. Já os óleos essenciais são obtidos a partir da planta aromática de uma forma natural e quando utilizamos em difusores, alem de sentirmos o seu cheiro aromático, estamos também obtendo suas características terapêuticas advindas do mesmo. Ok?
      Abraços!

    • Oshadhi says:

      Olá Lídia!

      Óleos comestiveis, são os que chamamos na Aromaterapia de Óleos Vegetais, ou Carreadores. Ao contrário dos óleos essenciais – que passam pelo processo de destilação para serem obtidos – os óleos vegetais geralmente são prensados, a partir de frutos ou sementes que possuem um óleo gorduroso. Geralmente são usados na culinária (como o azeite de Oliva por exemplo). Na Aromaterapia eles tem a função de serem base para diluir os óleos essenciais antes de sua aplicação na pele. Um abraço!

  3. anderson says:

    Olá!comprei um óleo essencial de alecrim (para usar no cabelo combater a calvície),porém,este óleo não possui nehum cheiro de alecrim.é verdadeiro ?(ja utilizei outro q tinha o cheiro bem forte de alecrim)

  4. Fatima says:

    Boa tarde. Gostaria de saber se o óleo essencial, diluido no óleo vegetal ou base, serve como difusor de ambiente? Ou pode ser diluído no álcool de cereais?
    Obrigada!

    • Oshadhi says:

      Olá Célia!

      Grato pela pergunta. Temos um post aqui mesmo no blog onde
      explicamos essa diferença e damos dicas de como diferenciar esses produtos.
      As essências sintéticas são reproduções químicas dos aromas naturais, são feitas de moléculas químicas.
      Contudo, pela limitação desse método de reprodução, elas não chegam nem de perto à complexidade de um óleo essencial, imitando a “casca”, por assim dizer, sem trazer o conteúdo. Portanto, em hipótese alguma se deve usar as essências sintéticas em formulações terapêuticas. É sim possível inalá-las, muitas vezes o fazemos em nosso dia-a-dia através de perfumes e desodorantes sintéticos, por exemplo; agora essas essências não trazem benefícios como os óleos essenciais.

      Um abração!

  5. Érika Cristina Cunha Guarilha says:

    Boa noite!
    Quero saber se posso utilizar óleo essencial no lugar de essências para fazer sabonetes artesanais, álcool gel e aromatizador de ambientes. Desde já, grata pela informação.

  6. Fernando Souza says:

    Bom dia, Oshadhi,
    É possível transformar óleo essencial em essência aromática para uso em perfumaria pela adição de álcool isopropílico no óleo.
    Se possível, qual seria a proporção de cada um desses produtos, para se obter uma essência de boa qualidade.

    • Editorial Oshadhi says:

      Bom dia, Fernando!

      O que se faz em perfumaria natural é a junção de Óleos Essenciais
      com Álcool de cereais.

      No caso do álcool propílico não sabemos informar.

      Um abração!

    • Editorial Oshadhi says:

      Olá, Lucineia!

      Não tenho qualificação para te dizer se um Óleo Essencial
      pode gerar queimaduras de terceiro grau.

      O que sabemos é que sim, alguns Óleos Essenciais (não todos), podem
      gerar queimaduras se aplicados diretamente na pele. Um exemplo: óleos
      cítricos, se passados diretamente na pele e ela for exposta
      diretamente ao sol (menos de 4h depois da aplicação). Aí sim, há o risco
      de queimadura, por conta de um componente chamado furocumarina.

      Mas, por exemplo, o óleo de Lavanda pode ser passado diretamente na pele,
      sem maiores riscos.

      Em todo caso, sempre é bom buscar orientação para o uso seguro dos óleos. E também dar preferência ao uso diluído em óleo carreador. Temos aqui em nosso site um guia de segurança, caso queira mais informações, além da lista completa de óleos que estão sujeitos a provocar queimaduras,é só baixá-lo gratuitamente.

      Um grande abraço!

  7. Vagner says:

    Olá, gostaria de saber….existem óleos essenciais com valor abaixo do mercado….devo desconfiar desses fornecedores?…..podem ser misturados, apesar de nada constar no rótulo?….aguardo…obrigado

    • Editorial Oshadhi says:

      Olá, Vagner!

      É uma boa observação. Se o preço de um determinado óleo está muito diferentes
      daquele de outras marcas, já consolidadas no mercado, é bom desconfiar.
      Não significa, naturalmente, que se trata de uma adulteração ou algo do tipo. Mas há esta possibilidade.
      Pergunte um pouco mais sobre a empresa, peça mais informações, peça a cromatografia dos óleos.
      Por aí, poderás encontrar mais elementos pelos quais averiguar a idoneidade da empresa.

      Em todo caso, parabéns pelo questionamento. Afinal de contas, em áreas como a massoterapia, a qualidade dos óleos é
      de fundamental importância.

      Um abração!

  8. alexandra_dj@yahoo.com.br says:

    Sou iniciante e aprendendo a cada dia. Interessada em produzir perfume sólido, as receitas que encontro contém: cera, OV e OE; todavia, eu usei essência ao inves de OE. Ocorre que não sei a proporção que posso fazer nessa “troca” (qto de essência corresponde ao tanto de OE?). Outro ponto que pensei há pouco: se o OV é carreador do OE, devo usá-lo quando utilizo essência? Qual seria sua função junto à essência, no perfume sólido?
    Se puder me orientar, agradeço desde já 😀

    • Editorial Oshadhi says:

      Olá, Alexandra! Seja bem-vinda ao mundo da aromaterapia!

      É o seguinte: essências são compostos químicos cuja única finalidade é reproduzir
      um determinado aroma natural, ou mesmo produzir um aroma sintético. Neste sentido,
      as essências não possuem propriedades terapêuticas, pelo contrário, podem até trazer malefícios à saúde.

      Os óleos essenciais são componentes produzidos naturalmente pelas plantas aromáticas e, em contato com nosso organismo,
      possuem propriedades terapêuticas. No caso da produção de perfumes sólidos eu não tenho uma proporção específica para te dar.
      Para facilitar seu cálculo, você pode considerar que 1 ml de OE corresponde, aproximadamente, à 25 gotas. Eu te aconselho a procurar
      alguém especificamente desta área de perfumaria natural, para que essa pessoa possa te dar orientações mais pormenorizadas.

      Um abração!

  9. Daniele says:

    Gostaria de saber se posso utilizar óleo essencial (base de óleo e não hidrossolúvel em agua) no Difusor elétrico ultrassônico?
    Ou nesses aparelhos só devo usar o óleo essencial a base de água ou hidrossolúvel?

    • Editorial Oshadhi says:

      Olá, Daniele!

      Sim, você pode utilizar óleos essenciais em difusores ultrassônicos.
      Você colocará a base de água normalmente e adicionará o Óleo Essencial.

      Um abração!

  10. Milena says:

    Boa tarde,
    as essências são muito diferentes de óleos essenciais sim, mas isso não faz delas inferiores como você descreveu no artigo. Isso porque elas funcionam melhor em outros produtos, como por exemplo a fabricação de velas aromatizadas, coisa em que o óleo essencial, por sua vez, não foi feito para.
    É uma questão de conhecimento de que os produtos foram feitos para fins diferentes. Abs,

    • Editorial Oshadhi says:

      Olá, Milena! Tudo bem?

      Grato por seu feedback.

      Nosso objetivo neste artigo foi defender que, sob o aspecto terapêutico, sim
      as essências são inferiores aos Óleos Essenciais.

      Isto não exclui que, como bem dissestes, estas essências tenham serventia em outros
      tipos de uso. Ainda assim, sob o ponto de vista terapêutico, permanecem inferiores aos
      Óleos Essenciais.

      Escrevemos este artigo por conta de muitas confusões entre OE´s e Essências, e optamos por
      esta linguagem mais direta para deixar este ponto bem evidente. Isto é importante, porque
      se uma pessoa utilizar uma essência de modo terapêutico (confundindo-a com Óleos Essenciais),
      ela estará sujeita a sérios problemas de saúde.

      Mas como disseste, cada coisa em seu lugar, cumprindo seu fim, ambos tem serventia.

      Um abração!

  11. Adriana says:

    Olá! Posso usar óleo essencial e essência em minha vela? O OE seria para fins terapêuticos e a essência para perfumar. Você acha que a essência anula o poder terapêutico do OE?

    • Editorial Oshadhi says:

      Olá, Adriana! Bom dia!

      Dizes colocar o Óleo Essencial e a Essência na composição da vela?

      O Óleo Essencial também serve como aromatizante, grande parte das essências
      são imitações dos Óleos Essenciais.

      O que acontece é que estes óleos, além do aroma, são altamente terapêuticos.
      Não temos conhecimento técnico deste uso na composição de velas, mas a mistura de ambos não parece uma boa ideia.

      Um abração!

    • Editorial Oshadhi says:

      Bom dia! Tudo bem?

      Nós não somos especialistas na produção de sabonetes artesanais, por isso não sabemos esta informação.

      Contudo, confiamos muito no trabalho da Adriana Assis, podes entrar em contato com ela no instagram: @adriana.assis.dri

      Um abração!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Alguma dúvida a respeito de Aromaterapia e Óleos Essenciais? Fique a vontade para fazer sua pergunta abaixo, nos comentários, ou entre em contato em nosso email: editorial@oshadhi.com.br. Quando respondermos ao seu comentário, você receberá um aviso em seu email (lembre-se de conferir sua lixeira e spam).